Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



"O Pinheiro de Akita" EP4

por Nhex, Domingo, 27.07.08

O grande dia para Jorge e António chegou, como prometido um navio com uma tripulação e mantimentos os aguradava. Uma grande questão ficava por responder. Quem levar para a viagem, ou seja quem seriam os 20 eleitos para os acompanhar? Foi fácil 15 deles eram os soldados que batalharam com eles naquela fatídica batalha contra os portugueses. mas quem seriam os outros 15. 5 misteriosas mulheres descem o cais e dirigem-se para os líderes.

 -Gostariamos de vos acompanhar - disse uma delas - Certamente necessitaram da nossa especialidade.

 -Minhas senhoras não acham que 5 mulheres num barco cheio de marinheiros poderá ser perigoso? -disse António.

 -Apenas perigoso para eles, pertencemos ao clã de assassinos do rei. Ainda acham que não somos precisas? - disse outra.

 -Posto dessa maneira espero que não se enjoem no mar - disse Jorge.

 -Estás louco?? elas podem ser uma maldição - diz uma voz conhecida, era precisamente o sargento Garcia.

 -Claro que estou, não estamos todos? Vamos sei lá bem parar aonde.

 -Aonde é melhor que nenhum lugar, com elas é para aí que vamos mesmo - diz Garcia indignado.

 -Vamos aonde? - diz António.

 -Para nenhum lugar - diz Garcia em tom confuso.

 -Oh homem afinal aonde é nada e nada é aonde? - diz Jorge.

 -Parem com os enigmas pronto elas que subam mas eu vou sempre num dos botes mais pequenos apenas para o caso.

 As 5 senhoras entram no navio debaixo das suas capas negras. Todos olham com mistério, todos menos António que sabia que a especialidade das 5 os iria ajudar em muito a eliminar obstáculos. Era neste preciso momento, o momento em que estiverem a ler isto, que o navio zarpava. Todas as provisões estavam no sítio as armas bem calibradas e a cerveja bem fresca no frigo... nos barris.

 À hora do jantar, todos se sentam na enorme mesa do enorme navio (agora esqueci-me de algo importante mas vou fazer de conta e disfarçar) de nome Olé, sim o nome foi dado pelo rei Leandro III, também conhecido por "O Bêb...",  nome este foi para honrar o  seu cavalo preferido que se chamava "Alfredo". "Olé" segundo o rei era "Alfredo" em latim. Mas voltando ao jantar, agora estavam todos na "janta", a "comere e bubere" e a conversar é claro, o capitão um homem bastante sério falava com António e Jorge para definirem a rota a seguir, os 3 concordaram que acompanhar a costa Africana talvez desse frutos, e seria assim que o iriam fazer...

 Depois do jantar, todos se dirigiram para os seus "aposentos". Alguns marinheiros e alguns guardas ficaram na "vigia nocturna". Vigia esta que consistia em jogos de cartas, lutas de galos e coisas assim do género. Seria assim durante 5 dias até António e Jorge decidirem que iriam participar nas vigias.

 Certa noite, enquanto rondavam o barco, falavam sobre como seria a terra misteriosa, a qual teria o pinheiro que pagaria as dívidas. Ao mesmo tempo que sonhavam pensavam nas famílias deixadas para trás. Alguém sobe ao convés e dizlhes.

 -Meus senhores a partir deste momento entramos no desconhecido, quero atenção nas rondas nocturnas, ninguém sabe o que poderá acontecer a partir de agora. - Era o capitão, a sua face impunha respeito a todos, eles sabiam que teriam que deixar a brincadeira e começar a trabalhar, mais tarde ou mais cedo iriam usar as suas espadas, os canhões do navio e toda a sorte que tivessem.

 

 

 

 

Contínua...

 

 

 

 

"Não percam o próximo post, porque nós também não!" xD

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Nhex às 01:51

2 comentários

De Xin a 27.07.2008 às 15:43

hm.. isto tá td envolto em muito mistérioo xD

e depois pões assim um mapa vindo do nada? Aie xD

*

De Nhex a 27.07.2008 às 19:23

MUAHAHAHAHAHAAHAH xD*

Comentar post