Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



"O Pinheiro de Akita" EP5

por Nhex, Terça-feira, 23.09.08

 Continuamos a seguir a viagem do navio de nome "Olé", onde Jorge e António e companhia, seguiam viagem pelo desconhecido.  Estavam agora tão avançados na viagem que não sabiam precisamente há quantos dias haviam partido (nem eles, nem eu). Sabiam sim a altura do dia em que se encontravam, era de manhã cedo, o sol mal se tinha levantado, toda a tripulação estava de pé, dos aventureiros apenas António estava já fora da cama, verificando mapas e manuscritos antigos. Todos sabiam que a costa de África já tinha passado à história, pois encontravam-se numa zona muito fria, mas sem terra à vista ninguém poderia adivinhar em que lado do planeta se encontravam. Jorge aparecia no convés e Garcia levantava-se do pequeno bote onde passa as noites. Os dois vão ter com António.

 -Bom dia camaradas, então António alguma ideia de onde estamos? È que hoje senti os meus calos congelados ali no bote.- Diz Garcia na brincadeira (ou talvez não).

 -Oh caro sargento, há camas desocupadas.- Diz Jorge em tom de gozo.

 -Pois bem, não faço a mínima ideia de onde podemos estar, mas uma coisa é certa, não é o paraíso pois não se vê ponta de terra por aqui, mas também não é o inferno porque está frio - diz António, e reforçando - Podemos bem estar numa região nunca antes visitada meus amigos.

 -MASTRO NO HORIZONTE! - Disse o vigia do navio.

 -TODOS ÀS SUAS POSIÇÕES DE COMBATE E AGRADECIA A TODOS OS OUTROS QUE SOUBEREM MANEJAR ARMAS SE PREPAREM PARA LUTAR TAMBÉM! - disse o capitão, de maneira a que todo o navio o pudesse ouvir.

 Rapidamente toda a gente, pegou nas suas armas, pois a "comitiva" que acompanhava os nossos 3 aventureiros, ia desde veteranos das guerras com Portugal, até assassinas de elite que trabalhavam para o rei Leandro III das Berlengas.

 Martha uma das 5 assassinas que estava no navio, era uma jovem inglesa que cedo tinha fugido de York para escapar à guarda real que a perseguia por roubo a monarcas, dirigiu-se ao capitão do navio.

 -Senhor, para tornar possível uma vitória rápida em caso de combate, peço um dos botes para mim e para as minhas companheiras. Com um sorriso convincente de quem sabia do que estava a falar e com um beijo na testa do capitão, Martha foi mais que convincente.

 -Mas é claro minha senhora, se é para transformar uma batalha numa rápida trovoada tem todo o meu apoio. Imediato, dispense um bote às senhoras quando a altura chegar.

 -Com certeza capitão.

 -FOGO VEJO FOGO NO HORIZONTE! - mais uma vez a alto e bom som o vigia se manifesta.

 Todos olham agora para o horizonte, um navio de formas estranhas ardia em pleno mar. Não tardaria até se aproximarem o suficiente ou demais, ninguém sabia o que poderia ser encontrado, um pequeno barco a flutuar, relembra os botes do navio. Um dos tripulantes avista pessoas na pequena embarcação.

 -PESSOAS, VEJO PESSOAS! - não era de facto um dia para se falar baixo.

 Com cordas e ganchos rapidamente içam a tripulação, ao espreitar lá para dentro encontram dois personagens de traços estranhos, um inconsciente mas a respirar, o outro parecia em pânico e falava um dialecto até agora desconhecido. Neste momento o capitão ordena que os dois sejam levados para a pequena sala do médico existente no navio. Alguns tripulantes foram ordenadas a tentarem controlar o pequeno incêndio.

 -Quando o fogo acabar quero 10 homens dentro desse navio em busca de qualquer coisa que diga onde estamos! - Ordenou o capitão

 -Capitão, já só faltam 9 - disse Garcia.

 -8! - Disse Jorge.

 -7! - finaliza António.

 -Pois bem meus senhores, quero mais 7 homens ali dentro!

 -Faça disso 6 e uma mulher! - disse uma das misteriosas mulheres, que pouco se havia pronunciado desde o ínicio da viagem.

 -Assim seja, vou dizer as coisas de outra maneira, quero mais 6 voluntários para ir ao navio desconhecido, sendo o líder da expedição, o senhor António irá ditar as ordens fora deste navio, agora tenho um diário de bordo para actualizar e dois convidados para tentar interrogar...

 

 

 

 Contínua...

 

 

Autoria:

Nhex

 

Equipa Técnica:

Redacção "Fumar Orégãos"

 

Produção:

Editor de texto do Sapo.Blogs

 

Nenhum animal foi aleijado durante a fazedura deste episódio.

 

 

 

"Não percam o próximo episódio, porque nós também não!" xD

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Nhex às 01:18

3 comentários

De Xin a 23.09.2008 às 20:10

hm.. é dizem que sim xD vamos lá ver no que é que dá então xD que isto de barcos em chamas não é facil não xD

*

De Nhex a 23.09.2008 às 20:24

eles chamaram os bumbeiros mas ng sabe xD*

De Bisc8 a 20.11.2008 às 22:11

Já actualizavas isto, bino! :p

(B)

Abraço!

Comentar post