Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Mamutossauros-Pigmeu em: Capuccinos na Nova Escócia.

por Nhex, Segunda-feira, 28.01.13

 Nas Berlengas tudo está calmo, pudera, esta história não se passa lá. No Covil do Parafuso há um ser que dorme sossegado dentro do seu aquário-floresta, este ser é nada mais nada menos que o nosso Mamutossauros-Pigmeu (mamutuslagartus-piquenus). Chegado ao nosso planeta vindo de Saturno a sua missão mantêm-se intacta, salvar a Terra do maldoso Dr. Circunflexo. Apenas conhecido pela NASA como "Pigmeu", o seu nome é na verdade Jesuíta.

 Então lá estava a pobre criatura a restabelecer energias, quando, a sua planta-alarme o acorda ao som de Iran Costa. Há algo que devem saber, quando o alarme é Iran Costa o assunto só pode ser sério. Rapidamente salta da sua cama-eucalipto e pede a Pantufas (o seu fiel pardal cosmonauta) que lhe faça o relatório da situação visto que as remelas do sono teimavam em não descolar. Não podia ser pior, uma praga de capuccinos na Nova Escócia. Agora calma, vamos fazer uma pausa:

 Provavelmente estão a pensar na Nova Escócia norte-americana certo? Errado! Nova Escócia é uma colónia inter-galática altamente secreta no planeta X47A que fica ali para os lados de Bragança. Esta colónia foi edificada  pelos escoceses em 2003 e ainda hoje está nos segredos dos deuses.

 Agora que já esclarecemos isso, continuemos. Jesuita tinha que se apressar para salvar a Nova Escócia, saltando para o seu asteróide de viagem, ele e Pantufas encaminharam-se para X47A que por acaso tem umas termas muito engraçadas e a baixo custo nesta altura do ano. Levaram exactamente 4 dias a chegar porque, o asteróide, teve uns problemas no motor e teve que ser chamado um reboque. Enfim foi bastante complicado mas vá! voltando à história,  ao chegarem finalmente a Nova Escócia o cenário era aterrador e desmotivante, numa questão de dias os capuccinos já tinham tomado as termas e a plantação de bolotas. Depressa os nosso heróis se dirigiram ao posto avançado para poderem fazer uma análise mais cuidada a tudo o que se passava. Lá eram visiveis as marcas deixadas pelos seres malévolos que eram os capuccinos, desde colonos com dentadas ou marcas de queimaduras, até paredes tingidas com borras de café, o cenário era triste mas o nosso pigmeu não ia baixar os braços e ia encarar o problema de frente.

Subindo ao muro de protecção com um mega-fone, estava determinado em chamar a atenção das criaturas - "Oh cafés queimados!" - gritou ele - "As vossas chávenas nem de cerâmica são!" - continuou. Nunca, mas nunca se deve dizer isto a um ser como o capuccino, um ser que apesar de bárbaro tem orgulho no seu sabor e costumes, mas este mamutossaurs sabia o que estava a fazer (ou então não) e com isto, num abrir e fechar de olhos, toda a horda capuccinesa estava às portas do posto avançado a querer o sangue do Jesuita.

"Quem vos enviou?!" - segue dizendo - "O teu pai!" - responde um deles - PAM! (tiro nos queixos e menos um capuccino) - "Quem vos enviou?!" - insiste do cimo da muralha. À frente chega-se uma chávena desenhada com o mais alto requinte pela Sra. Vista Alegre e diz - "Circunflexo disse que foram estes os colonos que partiram a cafeteira-suprema!" - aqui estava a razão, o bom doutor decidiu usar estas pobres criaturas contra a humanidade. "Como foram capazes de acreditar nesse charlatão?!" - pergunta Jesuita - "cof cof, senhor sauros... fomos mesmo nós que partimos a cafeteira-suprema, ela estava a dizer mal da nespresso" - o que mais se poderia esperar? É claro que os seres humanos tinham que ter alguma culpa nisto mas a promessa de defender a Terra e seus habitantes/descendentes (e a nespresso) mantinha-se e alguma coisa teria que ser feita contra os capuccinos.

 Ao insistirem em ficar e atrapalhar a colónia, Jesuita usa a sua arma final, na mala do seu asteróide estava a cantora de opera Sigfrunda Lichensteinen. Após seguir as instruções e juntar as peças da senhora, a mesma estava pronta para soltar o seu agudo canto de destruição massiva de loiça. Com um clique o mar de chávenas indignadas transformou-se num mar de café com leite que é hoje uma das principais atracções turisticas da zona.

 Poderia o nosso herói ter salvo toda uma nação de capuccinos? Provavelmente, se estes não tivessem sido enfeitiçados por aquele maldito doutor talvez o desfecho fosse outro. Talvez noutro dia ele possa encontrar e derrotar a sua nemesis.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Nhex às 22:51