Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Bem vindos a Wortenton, ou então não.

por Nhex, Segunda-feira, 11.03.13

 Um dia resolvi visitar o Frigorífico, um ser mágico de onde o ser humano retira comida como minério (era assim que eu o via com quatro anos e como é muito mais fixe desta forma, é assim que o vamos ver nesta história). Quando abri a porta deste generoso deus dos alimentos vi algo cintilante, infelizmente não era um unicórnio (a busca continua) era sim um frasco de forma estranha e com conteúdo duvidoso e que na altura me pareceu bastante bem fazer uma sandes daquilo. O problema foi que quando abri o frasco o mesmo estava vazio, afinal toda aquela aura provinha da embalagem e não do conteúdo. Foi aí que decidi ler o rótulo (meh rótulos, só os lemos para por defeitos em algo) afinal a coisa não era nada de se comer mas sim um tipo de mistura alcalina usada para limpar chaminés... E a embalagem que parecia tão convincente... Mesmo assim, era intrigante dado que aquilo estava no Frigorifico e o gajo estava vazio.

 No exacto momento em que ia voltar atrás, entristecido, ouvi um sussurro que dizia - "Alfredoooooo" - como pensava que isto era para o nosso duende residente decidi ignorar, mas assim continuava - "Alfredooo" - ao que eu respondi - "Men! Eu não me chamo Alfredo" - e como consequência ouvi - "tudo bem, mas olha preciso de falar contigo" - e eu - "pode ser". Quem me sussurrava era nada mais nada menos que o Frigorifico, ou melhor, Lorde Frigorífico como se apresentou. Atento, decidi ouvir a história deste fascinante ser que vinha do planeta Wortenton, uma espécie de Cyberton mas menos conhecido.

 Depois de horas a fio a ouvir conversas sobre o pasto de torradeiras e a caça de fogões, finalmente chegou a parte interessante, descobri o porquê do frasco misterioso, aquilo é tipo o alimento destes seres (que ignoram completamente o uso de electricidade como toda a gente sabe) e o facto de estar vazio significava um enorme problema, eu como representante da nossa raça inferior (é interessante porque há mesmo seres humanos que parecem ter um QI inferior ao de um frigorífico)  fui incumbido de procurar um novo frasco para que este lorde intergalático pudesse continuar a armazenar as minhas reservas de alimentos.

 Decidi por começar a perguntar no escritório se alguém sabia onde se podia arranjar tal coisa e estes inúteis não me ajudaram de todo. Então parti sozinho em busca de tal pote sagrado. Mal me encontro na rua e aparece-me o típico estranho que me dá as indicações exactas da localização do artefacto sem me pedir nada em troca, sem meias medidas decidi segui-las... Ora portanto, teria que passar pelo sector 43 das Berlengas e fazer uma paragem no mercado negro de Tóquio 7. Após atravessar mares em fúria e ter que ser multado por excesso de velocidade (quem anda de gaivota está sempre marcado pelas autoridades) lá cheguei ao meu destino.

 É engraçado aquilo que se encontra num mercado negro, nunca pensei encontrar meias tão baratas mas isso não interessa agora, as pistas levavam-me para uma barraca cujo nome era "Loja do Zapping a 4 canais", qual não é o meu espanto quando vejo que o vendedor era nada mais nada menos que o estranho que me tinha dado indicações, quando me vê desata às gargalhadas e diz - A sério que fizeste aquele caminho todo?" - e eu respondo - "Sim, sempre confiei em estranhos." - o que ele disse a seguir serviu-me de lição - "Isto fica mesmo por trás do teu escritório,  porque raio foste dar tamanha volta?" - para não ficar mal limitei-me a dizer - "Porque gosto de passear"- e ele - "Ah então está bem".

 Por dois euros trouxe três frascos e um piaçaba. Voltando agora pelo caminho mais curto chego vitorioso ao pé do Lorde Frigorífico, aos seus olhos eu era um herói e por isso me deu o titulo de... não me lembro agora mas era porreiro. Já só faltava restabelecer as minhas provisões e isso ainda é algo que nos é "facilitado" por estas terras e deveriamos dar graças por isso, mas não a nenhuma "entidade criadora" porque essas não existem, apenas existem frigorificos intergaláticos e um dia quem sabe, unicórnios também.

 

Retrato de Lorde Frigorifico (completamente legitimo)

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Nhex às 05:04