Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



A lenda da piranha terrestre

por Nhex, Domingo, 23.12.18

Como é que é maltinha? Quero ver esses braços no ar para uma nova publicação. É verdade, hoje lembrei-me de mais uma lenda vinda diretamente das Berlengas. Em ano de celebração dos 10 anos do Fumar Orégãos, parecia de mau gosto não vos dizer nada. Sim, a vocês dois leitores imaginários que eu tenho. De qualquer forma, não é a quantidade mas sim a qualidade dos nossos relatos da vida real, que vos mantêm na esperança de ver novos conteúdos neste blog informativo. Sem mais demoras, vamos ao tema em questão.

Segundo estudos científicos, tipo da National Geographic e assim, reza a lenda que as piranhas são um bicho aquático. Um peixe aterrador, que insiste em ir a um péssimo dentista e que claramente se esquece de tomar os comprimidos para a azia. Estão a ver qual é certo? Agora que já deixamos esta abominação para trás, está na hora de falar de uma das maiores provas da evolução que existe no mundo. A piranha, algures numa migração da Amazónia para a América Central, evoluiu para andar na terra. O primeiro caso comprovado aconteceu no México.

Esta nova piranha, a piranha terrestre (terrestrus pirae), foi adotada pelas tribos indígenas como um deus. Isto aconteceu sensivelmente em 898 DC, quando os vikings assolavam a Europa, as piranhas conquistavam a América. Com ela se juntaram mais, como é hábito num animal que está habituado a viver em cardume. A partir daqui a conquista foi um dado adquirido, até que chegaram os portugueses e espanhóis e, face ao poderio e jogo sujo destes povos, a piranha teve que se adaptar. Hoje em dia podemos ver esta espécie em toda a parte, fazem-se passar por animais de estimação, enquanto aguardam pela oportunidade de novamente, assumirem a dominação mundial. Se ainda não sabem do que estou a falar vejam por favor a imagem abaixo.

 

GTY_chihuahuas_jef_140217_16x9_608.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Nhex às 12:20