Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Este post é falso, só que não...

por Nhex, Sábado, 12.03.16

Antes de mais queria que percebessem que sou um individuo que não tem vergonha do que escreve, tipo, a sério, leiam o meu blog. Já leram tudo? Ok, ainda bem. Mais do que isso, confio que os meus leitores (esses dois ou três) consigam ver mais do que a superfície, num tema que pode ser realmente fútil. Assim, talvez consigam perceber aquilo que vos trago hoje. É muito simples, este post é tão falso como verdadeiro e se alguma vez este blog tivesse uma secção desportiva, muito provavelmente este seria o não-desporto rei. Ainda não perceberam do que estou a falar? Repararam na imagem desta publição? Não? Então já lá chegamos. Vamos começar.

A história de hoje, leva-nos até ao  ano passado, quando comecei a investigar a personagem criada por Randy Poffo, conhecida como "Macho Man Randy Savage" (fixem os nomes, são todos a mesma pessoa). Eu sei, o nome é sexista, e tudo menos politicamente correcto. Surgiu numa altura em que ninguém se sentia ofendido por coisas tão inofensivas, o que pensando bem nos leva na verdade aos anos oitenta, ou noventa do século passado.  "Mas ó meu caramelo, tás praí a falar do quê?" Perguntam vocês. E muito bem. Ora, este senhor era aquilo que no mundo do não-desporto se chama  de wrestler, aqueles sujeitos americanos que se vestem de tanga, ou collants e "lutam" entre suor e lágrimas por um cinto.  Sim, homens sem calças que lutam por um cinto (obrigado 9GAG).

Como já disse, estamos aqui para falar da personagem, não do atleta. Até porque se eu começasse a escrever sobre um qualquer tipo de exercício físico, acabava por ir buscar as minhas bolachas do Mini Preço. Como não estamos cá para isso, vamos começar pela minha admiração sobre o génio escondido de um homem que passou a sua carreira profissional a executar complexos "movimentos acrobáticos". Randy Savage não desarmava a sua postura em nenhum momento, ele sabia que era polémico, ele improvisava quando os seus patrões lhe diziam que não o podia fazer, ele espalhava o caos num ambiente que era controlado até ao mais pequeno detalhe. Randy Savage era primeiramente um entertainer antes de ser um atleta e, da mesma forma que admiro muitos atores, políticos, personagens históricas e outros anormais que me fazem parecer alguém mais culto e inteligente, admiro também este senhor. Ok, já sinto o julgamento, "mas ó seu parvalhão, tu que parecias um moço inteligente, estás para aqui a falar de wrestling?". É verdade, estou mesmo, nunca pensei que me iria acontecer mas a verdade é esta. Se conseguimos reconhecer o génio em "artistas" que pintam um risco na parede, não vejo inconveniente em reconhecer o génio em alguém que era mestre do improviso, que tinha um humor muito característico e que se tornou um ícone naquilo que fazia. 

Já referi, que desde o ano passado,  tenho investigado esta personagem. O que me cativou foi a forma como a loucura transmitida se transforma facilmente em inspiração, e quando falo em inspiração, falo daquela que me leva a escrever coisas como o "Bimbynator", ou fábulas nas Berlengas. Randy Savage poderia facilmente ser uma das personagens deste blog. Mais do que palavras e acreditem, o vocabulário de Randy Savage é bem melhor do que isto, acho que devemos sobretudo ficar com imagens daquilo que era o Macho Man. Sem mais demora deixo aqui um "bochecho" da sua enorme capacidade de comunicação:

 

 

Este era um homem, que eu acredito, poder ser lançado para um palco, com o objetivo de falar sobre o manual de instruções de um xilofone e transformar o evento, no maior espetáculo de stand up alguma vez visto. Por vezes encontrámos referências nos sitios mais improváveis, mas é para isso que a Internet serve, certo? A verdade é que muitas das suas monumentais frases ficam no ouvido. Randy Poffo deixou este mundo em 2011 mas eu acredito que Randy Savage vai ficar cá para sempre.

 

10pcll.jpg

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Nhex às 03:28

1 comentário

De Catarina a 16.03.2016 às 19:12

Melhor comunicador que o Savage, só tu.

Comentar post